Hitalk

Longas horas no trânsito, pouco tempo para o lazer com a família… Já pensou que esse cenário pode ser bem diferente introduzindo tecnologia no seu dia a dia de trabalho?  Como nós já mencionamos aqui no blog, a pandemia do novo coronavírus trouxe uma crise sem precedentes para o sistema de saúde e uma nova realidade a ser enfrentada. Ao contrário do que muita gente pensa, o uso de tecnologia na saúde não é nenhuma novidade e diversas experiências mostram que a Telessaúde tem trazido diversos benefícios para o setor, inclusive para a Fonoaudiologia.

De acordo com um relatório da Statista, o mercado global de telessaúde deve ser avaliado em US$ 175 bilhões até 2026. Isso significa que o atendimento online deve ganhar mais força nos próximos anos e que veio para ficar. A princípio, utilizar este novo modelo de atendimento pode parecer complicado para os fonoaudiólogos, mas saiba que é mais simples do que você imagina. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você que pretende utilizar a telessaúde no seu dia a dia profissional. Confira!

1. Entenda o que é telessaúde e seus benefícios

Parece óbvio, mas o primeiro passo é mergulhar no mundo da telessaúde e entender o máximo que puder sobre o assunto. Consulte as leis e normas estaduais e federais para o exercício dessa prática antes de fornecer qualquer atendimento a um paciente. A Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e o Conselho de Fonoaudiologia são exemplos de instituições que têm excelentes sites e redes sociais para te dar o suporte necessário.

2. Escolha uma plataforma segura para fazer o teleatendimento

A HiTalk é uma plataforma de telessaúde para fonoaudiólogos que buscam maximizar seu tempo e desfrutar de mais flexibilidade em sua vida cotidiana. Você evita deslocamentos para atender seus pacientes, organiza melhor os seus horários e tem mais liberdade para gerir o seu dia, abrindo espaço na rotina para passar mais tempo com a família e ter uma melhor qualidade de vida. Além de gerar comodidade e segurança aos pacientes, a HiTalk é compatível com a Health Insurance Portability and Accountability Act (HIPAA) para proteger todas as informações e dados durante o teleatendimento.

3. Envie materiais para passar segurança aos pacientes

Existem alguns pacientes que ainda têm receio em aderir à telessaúde. Por isso, depois que você entender como funciona e todos os benefícios da telessaúde, envie um material de apoio para seu paciente como vídeos e áudios com instruções e dicas de como esse formato também funciona e será efetivo para ele. Por fim, expliquei para seu paciente o que ele deve esperar durante a sessão.

4. Prepare o ambiente 

Assim como você organiza seu consultório para receber o paciente, você deve se certificar que espaço dedicado para suas sessões online também esteja organizado. Em primeiro lugar, escolha um espaço silencioso e reservado. O ambiente precisa estar livre de distrações, como bagunça, animais de estimação ou seu telefone celular (a menos que seja o que você está usando para conduzir sua sessão). Se o seu espaço tiver luz natural, certifique-se de que a fonte de luz esteja na frente de seu rosto e não atrás de você. Caso seu paciente seja uma criança, lembre-se de deixar todos os materiais e objetos próximos a você, pois as crianças tendem a perder o foco com facilidade.

5. Verifique seu equipamento

Para realizar sua primeira sessão de telessaúde, você vai precisar apenas de um computador com câmera integrada (ou, se possível, mas não necessário, uma câmera HD externa) e uma boa conexão com a internet. Recomenda-se utilizar um fone de ouvido com microfone em vez dos alto-falantes e microfone embutidos do computador. Isso reduzirá significativamente os ruídos e o eco durante a sessão. Também pode ser usado smartphone ou tablet, mas não é recomendado por parte do profissional (o paciente ou o cliente pode usar qualquer aparelho que desejar), pois o computador oferece mais estabilidade e recursos para uma sessão de telessaúde.

6. Lembre-se do contato visual

O contato visual é fundamental durante o teleatendimento. Por isso, posicione a sua câmera de forma correta para que o seu paciente sinta que tem toda a sua atenção. Durante a sessão, evite fazer outro trabalho, olhar para outras telas ou fazer anotações por longos períodos. Esteja atento(a) ao contato visual e explique aos seus clientes porque você está desviando o olhar quando for necessário.

7. Escute seus pacientes

A telessaúde ainda não é tão comum para muitos pacientes e, às vezes, pode não ser a melhor opção para todos. Alguns podem ter necessidades ou dificuldades específicas que merecem atenção. Por isso, receber o feedback dos seus pacientes depois de uma sessão pode ajudar você a analisar a melhor forma de conduzir o tratamento, de acordo com as necessidades de cada um. 

A telessaúde oferece uma variedade de benefícios para fonoaudiólogos e pacientes. Ela é uma ferramenta que torna os cuidados de saúde mais acessíveis à população que necessita de um atendimento. Em tempos de distanciamento social como este que estamos vivendo, os fonoaudiólogos podem ter comunicação segura e em tempo real com os seus pacientes, a qualquer hora e em qualquer lugar.

E então, preparado(a) para adotar a telessaúde? Entre em contato conosco e conheça a nossa proposta!