Hitalk

A Fonoaudiologia é a ciência que cuida de todos os processos de comunicação humana e de seu desenvolvimento (fala, audição,sistema de músculos e funções associadas), da sucção do leite materno à deglutição. Embora seja bastante conhecida, isso não quer dizer que seja devidamente reconhecida. A grande maioria das pessoas ignora a importância e os campos de atuação da Fonoaudiologia.

Antes de nos aprofundarmos no tema, convém revermos o básico. Para o senso comum essa ciência consiste no estudo das funções auditivas,fonéticas, vocal, e de deglutição, bem como no tratamento dos distúrbios a elas relacionados. Não chega a ser uma visão equivocada. Trata-se, porém, de uma percepção estreita do escopo dessa ciência, cujo campo de estudos abrange todos os processos de comunicação humana, que estão presente já nos primeiros dias de vida em atividades como a sucção do leite materno.

Consiste em acompanhar e estimular o desenvolvimento desses processos, assim como tratá-los e recuperá-los, mesmo que parcialmente, quando afetados pela ocorrência de traumas ou doenças, caso, por exemplo, do que ocorre com algumas pessoas que sofrem afasia (perda da comunicação) decorrente do AVC, acidente vascular cerebral.

O propósito desse artigo é ampliar sua visão sobre o tema, mostrando as principais situações em que o atendimento de um fonoaudiólogo pode auxiliar na obtenção dos resultados terapêuticos, inclusive em abordagens de saúde interdisciplinares, assim como as áreas da Fonoaudiologia voltadas para proposição de políticas públicas que beneficiem a população nas áreas da saúde e do ensino.

Entre muitas outras aplicações, a Fonoaudiologia pode ajudar a tratar: mães com dificuldade de amamentar, crianças em idade escolar com dificuldade de aprendizado, pessoas com perdas auditivas e pacientes com doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson.

Conheça as 12 áreas da Fonoaudiologia

Para que você tenha uma ideia mais clara da abrangência da Fonoaudiologia e suas aplicações é importante conhecer as 12 áreas dessa ciência. Será possível, então, perceber a importância da Fonoaudiologia para preservar e proporcionar uma vida de qualidade para pacientes que sofrem dos mais diversos problemas de saúde.

Audiologia

Audiologia é a área que trata das situações em que a comunicação é comprometida por causa da exposição a uma série de fatores que afetam a audição. É o caso da exposição sistemática a ruídos intensos, do uso indiscriminado de medicação, infecções de ouvido e doenças ocorridas durante a gestação. Os processos de aprendizado da comunicação são diretamente ligados à audição. É por meio dela que as crianças desenvolvem o domínio da comunicação oral.

Disfagia

A atuação dessa área se dá no âmbito de abordagens de saúde multidisciplinares, no tratamento de doenças que afetam a deglutição (capacidade de engolir a saliva e os alimentos). A disfagia não é uma doença, mas um distúrbio decorrente de traumas e doenças que afetam a região da cabeça e pescoço, assim como de doenças neuromusculares, episódios de AVC e demências, por exemplo.

Fluência

O transtorno de fluência ocorre quando o indivíduo apresenta perturbações da fala, como é o caso da gagueira. No transtorno de fluência a fala não flui naturalmente, prejudicando as interações familiares e sociais do paciente. A Fonoaudiologia atua no sentido de identificar e tratar os tipos de disfluências, assim como orientar equipes de saúde e educação na identificação desse tipo de transtorno. Faz também parte das competências desse profissional a coordenação de programas de reabilitação.

Fonoaudiologia do Trabalho

Essa área da Fonoaudiologia está relacionada diretamente às diretrizes de saúde ocupacional em empresas e outras organizações. O profissional é capacitado para sugerir mudanças organizacionais e estruturais no sentido de oferecer condições de trabalho que não representem riscos de desenvolvimento de doenças ocupacionais. Tal prática visa beneficiar tanto aos trabalhadores quanto às empresas, criando ambiente de bem estar e produtividade.

Fonoaudiologia Educacional

Essa área é voltada para a geração de condições adequadas e satisfatórias de ensino e aprendizagem por meio da aplicação da Fonoaudiologia. É uma área mais voltada ao estudo de aspectos relacionados à linguagem, audição, voz e motricidade oral, assim como à promoção de medidas de saúde preventivas e de políticas de aprimoramento individual dessas capacidades.

Fonoaudiologia Neurofuncional

Como o nome já sugere, essa área trata de distúrbios funcionais relacionados a sequelas resultantes de problemas do sistema nervoso (central e periférico). A abordagem fonoaudiológica pode ocorrer em qualquer etapa da vida do paciente, contanto que ele apresente distúrbios neurofuncionais. A abordagem fonoaudiológica inclui: avaliação, diagnósticos, prognósticos e reabilitação.

Gerontologia

A degeneração das capacidades cognitivas, em maior ou menor grau, é uma característica do envelhecimento, que pode ser agravada em decorrência de quadros neurológicos específicos. O comprometimento das habilidades cognitivas em idade avançada pode ser, todavia, prevenido e tratado à luz da Fonoaudiologia. Essa área tem como propósito maior promover a saúde e a qualidade de vida da pessoa idosa, prevenindo, diagnosticando e tratando distúrbios relacionados à linguagem, à fala, à audição, motricidade orofacial, voz e deglutição.

Linguagem

É uma área essencial para a interação do indivíduo com o ambiente social. Consiste no desenvolvimento da capacidade de compreender, reconhecer e utilizar a linguagem como um todo. Linguagem é muito mais do que a habilidade da fala, podemos nos comunicar com gestos, expressões faciais, sons não verbais e escrita.

É um processo que tem início na infância e deve ser acompanhado atentamente. Disfunções na comunicação geram obstáculos ao aprendizado, às interações sociais e ao autodesenvolvimento do indivíduo.

Motricidade Orofacial

Trata-se sa área da Fonoaudiologia que previne, trata e reabilita funções relacionadas a aspectos como: fala, mímica facial, deglutição, mastigação, respiração e sucção. O comprometimento dessas funções pode ser  decorrente de distúrbios nos órgãos, músculos e estruturas da face. É o caso da DTM (Disfunção Temporomandibular), que afeta a mobilidade da mandíbula, acarretando problemas na mastigação e na fala. O especialista nessa área trata desde casos de paralisia facial, sequelas de queimaduras e trauma da face, a problemas como o ronco.

Neuropsicologia

A Neuropsicologia é a disciplina que estuda as relações entre o funcionamento do cérebro e o comportamento humano. O conhecimento produzido nesses estudos beneficia a Fonoaudiologia na investigação, prevenção e tratamento desses distúrbios.

Saúde Coletiva

Essa área é voltada para a construção de políticas públicas de saúde no campo da Fonoaudiologia, que incluem, sobretudo, programas preventivos, mas também, de educação e reabilitação. As políticas coletivas são estruturadas a partir do estudo e diagnóstico de contingentes populacionais específicos e atuam no sentido de promover qualidade de vida para o indivíduo e para o grupo social.

Voz

A Fonoaudiologia percebe a voz como variável integrante da identidade do indivíduo. Essa área atua diretamente na prevenção, diagnóstico e tratamento das disfunções vocais. Trata distúrbios como rouquidão, voz abafada ou com qualquer tipo de alteração que indique o comprometimento do funcionamento das pregas vocais. Os procedimentos terapêuticos não só se propõem a corrigir esses problemas, como também ao aperfeiçoamento dos padrões vocais, melhorando a qualidade das interações sociais do paciente.

Papel da Fonoaudiologia na sociedade

Como pudemos perceber, o alcance da Fonoaudiologia é bem mais amplo do que sugere o senso comum, assim como seu papel na sociedade, onde auxilia pessoas que precisam vencer limitações para obter melhores interações sociais. Essa ciência interage e funciona como aliada ao processo educacional e ao tratamento de diversas morbidades, sempre no sentido de empreender estudos e procedimentos terapêuticos que melhorem a qualidade de vida das pessoas por meio da habilitação e reabilitação de funções e habilidades cognitivas.

O cérebro humano é um campo de estudo com vasto horizonte a ser explorado. É essa estrutura a responsável por coordenar todas as funções do corpo. Um elemento que  exemplifica esse processo é a comunicação, que se dá por meio de estímulos e neurotransmissores.Está nessa peculiaridade a imensa estrada que a Fonoaudiologia tem a percorrer no sentido de desenvolver medidas preventivas, diagnósticas e terapêuticas que aliviam problemas que limitam o ser humano funcionalmente e socialmente.

Quer saber mais sobre Fonoaudiologia? Continue acompanhando nosso blog e não deixe de seguir a HiTalk nas redes sociais!